“Retrato e narrativa – Fotografia” hoje no fórum de pesquisa e “O ato fotográfico” de Philippe Dubois no ciclo de palestras do Colóquio.

18:30 fórum de pesquisa “Retrato e narrativa – Fotografia” – por Natali Ikikame e Simone de Oliveira Moura.

Natali Ikikame é Graduada em Artes Visuais e Tecnologia da Imagem pela Universidade da Amazônia – UNAMA. Integra o Grupo de Pesquisa de Crítica e Historiografia da Arte na Amazônia (CHAA) do Programa de Pós-graduação em Artes da UFPA e UNAMA. Atualmente é mestranda do Programa de Pós-graduação em Artes do Instituto de Ciências da Arte – ICA/UFPA.

Resumo da comunicação no fórum.

Propor a reflexão do retrato fotográfico no campo da visualidade enquanto narrativa presente em construções artístico-estéticas tendo como objeto de estudo principal a série “O Rosto e os outros” da fotógrafa paraense Cláudia Leão.

Imagem da série “O Rosto e os Outros” de Cláudia Leão.

Simone Moura é Licenciada e Bacharel em Artes Visuais e Tecnologia da Imagem, pela Universidade da Amazônia. Professora pesquisadora em programas de Educação Patrimonial realizados pelo Museu Paraense Emílio Goeldi e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN no interior no estado do Pará desde 2004. Foi pesquisadora, juntamente com Marisa Mokarzel e Janice Lima, e coordenadora de apoio e produção do projeto Rios de Terras e águas: navegar é preciso.

Resumo da comunicação no fórum.

O processo de construção de narrativas na obra do fotógrafo Mariano Klautau Filho
Uma abordagem sobre o processo de construção de narrativas na obra do fotógrafo Mariano Klautau Filho, considerando as concepções de representação e construção de realidades na fotografia a partir das obras teóricas Realidades e Ficções na Trama Fotográfica de Boris Kossoy e O Ato Fotográfico e Outros Ensaios de Philippe Dubois. Essa apresentação tem como base o texto produzido sobre o artista para o livro Rios de Terras e Águas: navegar é preciso e minha monografia de graduação intitulada Realidades Construídas na Fotografia: In Uterus – uma experiência poética.

Mariano Klautau Filho. Série Caixa de Pandora. 1998

19:30 palestra “O ato fotográfico” de Philippe Dubois – por Mariano Klautau Filho com mediação de Ionaldo Rodrigues.

Mariano Klautau Filho Nasceu em Belém, Brasil em 64. Vive e Trabalha em Belém. Fotógrafo e pesquisador. Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC de São Paulo. Professor de fotografia da Universidade da Amazônia. Grande Prêmio – Arte Pará 2001 e 2007. Coordenador do projeto “Fotografia Contemporânea Paraense – Panorama 80/90” – Edital Petrobrás Artes Visuais – 2002. Criador e coordenador do “Colóquio Fotografia e Imagem” realizado pela Fotoativa desde 2002. Expõe no Brasil e exterior como “Mostra Pirelli/Masp de Fotografia – Museu de Arte de São Paulo – SP (2010), “A Brush with Light –  Newport-Wales – Arts Council of Wales e University Of Wales – Newport.(2010), “Finisterra” (individual) – Fauna Galeria – SP (2010),  “Realidades Imprecisas” – Sesc Pinheiros – São Paulo (2009), “Equatorial” CEB-Cidade do México(2009),”Finisterra” Fotoclub – Montevideo – Uruguay(2009), “Finisterra_Carta Aérea” – Wiesbaden – Alemanha (2008), “II FestFotoPoa” – Porto Alegre” (2008), “I Bienal del Fin Del Mundo”- Ushuaia – Argentina (2007), “Desindentidad” – IVAM -Valência – Espanha (2006), “Veracidade” –  MAM – São Paulo (2006), “Une Certaine Amazonie – Villes Fragiles” – La Courneuve – Paris – França (2005) entre outras. Possui obras nos acervos do Museu de Fotografia da Cidade de Curitiba, Museu do Estado do Pará – Belém, Coleção Joaquim Paiva, Museu de Arte Moderna de São Paulo –MAM e Coleção Pirelli/MASP – SP

Ionaldo Rodrigues é graduado em Ciências Sociais pela UFPA e fotografa desde 2004, quando participou da oficina de iniciação fotográfica “Photomorphosis”, ministrada por Miguel Chikaoka na Associação Fotoativa. Em 2007 iniciou o ensaio “A Botânica do Asfalto pela Fotografia Artesanal”, contemplado com a bolsa de Pesquisa em Arte do IAP. Em 2009 recebeu prêmio incentivo no II Salão SESC Universitário de Arte Contemporânea e, em 2010, prêmio no 3o Salão da Vida. Coordena desde 2009 o Núcleo de Pesquisa e Documentação da Associação Fotoativa.

Programa da palestra:

“Caderno de notas: 3 ou 4 coisas sobre ‘O Ato Fotográfico’”
Pensar a fotografia como signo é conhecê-la fora e dentro do território fotográfico. A palestra propõe apresentar alguns elementos que sustentam as idéias principais propostas pela obra de Phillippe Dubois ressaltando sua relação com a semiótica de Charles Sanders Peirce mas também seu possível diálogo com articulações filosóficas de outros três franceses: Roland Barthes, François Soulages e André Rouillé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s